Já foi o Paulo, já foi o Charles, mas em tempos de praticidade e aquisições que acabam com nossas reservas, a saída é freqüentar o salão do Zanini & Yvan. Com um caso real eu vou te convencer que nossos vizinhos de frente são a solução:
Sábado, eu apertei a carteira junto ao peito e marquei manicure, pedicure e um corte de franja. Só a franja, né, que o cabelo todo não ia rolar. Cheguei lá e fui esquartejada por três mulheres, que me sentaram numa cadeira – cada uma em seu membro de ofício – e começaram a operar ao mesmo tempo mãos, pés, cabelo. Nunca me senti tão bajulada na vida. De lambuja, ganhei uma escova, que, segundo a cabeleireira Ana, foi “só uma secadinha”. Vai ver minha secadinha, prá você ver.
A conta deu R$ 39. Repito: trin-te-no-ve-re-a-es.
Agora o Jorge vai convencer você, leitor-menino, que a ala masculina é tão boa quanto.

O salão Zanini & Yvan fica na Artur de Azevedo, quase esquina com a Virgílio.