A entrevista de Paulo deu tanta audiência nesse blog, que resolvi transformar essa malandragem em algo bonito para a humanidade (NOT).
Inauguro a coluna “Parcero Paulo”, para onde você poderá enviar suas perguntas e dúvidas mais aflitivas, que Paulão responderá do fundo do seu almoxarifado e coração.

Vai, pode começar, eu sei que você está doidinho por um minuto de sabedoria Fruminense.
Nos comments, ou por e-mail.