Dia desses eu vim conversando com um senhor no ônibus, e ele me falava, basicamente, da vida inteira dele. Mas em determinado ponto da conversa, chegamos a um fato comum: as origens no bairro do Bexiga – ok, CERQUEIRA CÉSAR, as you wish, mas eu considero Bexiguense quem comemorou os primeiros anos de vida na pizzaria Speranza. Enfim, contava ele sobre o comércio da área, até as imediações do Shopping Paulista. Aí ele falou de uma confeitaria – que ainda existe, a Mônaco – que fazia um pão italiano imbatível.
E completou:
– Que pão italiano bom é aquela coisa, né, cê me passa uma sardela e tá perfeito! A vida é assim.

Cara, é isso. Me passa a sardella, bella!