Um post que só reclama e não chega a lugar nenhum.

A próxima pessoa que chegar prá mim e disser “aaai, essa chuvinha, tá bom prá dormir”, eu juro que congelo o tempo e tento extrair dela uma explicação pra essa inverdade que é dormir bem com chuva. Isso prá mim não existe, leia nas minhas olheiras. Prá começar, eu tenho medo de chuva e não sei explicar por quê. Já tentei escavar tudo da minha cabeça, achar alguma coisa que explique, e acabei achando no psicodrama um shortinho verde convincente: memórias de uma casa em que o teto levantava quando chovia. Zzzz. Aí ontem, mal acabava a Oprah, *sacabum*! Começou a cair o mundo, então sorrateiramente levantei e fui tentar me esconder dentro do armário. Depois que minha tia Dora contou que já casada ela se escondia da chuva no armário, eu achei essa idéia aplicável para uma mocinha da minha idade. Madura também. Só que minha mãe sacou e veio atrás. Papai também. E eu tive que ouvir mais uma vez que a chuva é boa, bla bla bla, plantinhas regadas, bla bla bla, poeira vai embora, bla bla bla. Cara, não é. Chuva molha tudo, é ruim. O cachorro fica lá fora passando frio. Você pisa em poças se resolve sair de casa, isso quando não escorrega no ladrilho. Na hora de dormir, um inferno: aquela goteira na calha te tira do sério.
Com esse calor, uma onda de frio, vá lá, é bem-vinda. Chuva não.