Comprei Caricature, do Clowinho. Na verdade, eu queria comprar “Like a velvet glove cast in iron”, mas aí tava sem grana e não ia comprar em português só prá dizer que tinha. Na verdade mesmo, eu separei tudo do autor em cima de uma bancada e fiz uma votação. Ganhou esse pela capa – tô julgando, hein – e pelo preço. E porque um dia eu terei tudo do Clowinho em casa.

caricature.jpg

Hoje cedo, o Tooleeo me mandou uma mensagem dizendo que começou a ler Nine Stories por minha indicação (nosso amigo Ricardo Domeneck começou assim, olha no que deu – falei mesmo.) e queria me perguntar um termo em inglês. Só que, bicho: eu não tenho esse livro. Quão ridículo pode isso ser? Meu livro favorito não é meu.

Ok, agora que eu consegui convencer todo mundo que eu sou cool porque eu leio e cito nomes, vou ali fazer minhas coisas.