Quando eu tinha uns 13 anos e horário fixo no salão de beleza, meu esmalte favorito era o Tamara. Era um rosa qualquer-coisa cafonão. Eu também usava unhas ovais. Bom, aí passou. Milhões de outras cores passaram, na verdade, e até hoje eu achava que o melhor tom de vermelho do mundo era o Desejo (lê-se Tessêxu), da Risquè.
Até hoje. Minha mini-cure, a Pa, veio me perguntar se eu queria passar uma cor diferente, que ela tinha recebido uma remessa com uma variedade de cor-de-rosa. Torci o nariz, mas pedi prá ver. Lá do fundo ela fala “Ah, tem um vermelho aqui, quer ver?”. Nem precisei ver as outras cores. Gamei. Está nas minhas mãos e nos meus pés.
Meninas, anotem na agenda:

unhas_04.jpg
Luxo (lê-se Luffo), da Colorama

Não mais viverei sem.