Uma vez, disseram isso de mim:
Temos em comum os períodos de tédio no escritório, as piadas vulgares e infames e o gosto mórbido por mentiras absurdas.

É por causa dessa porra de “piadas vulgares” que eu estou em processo de mudança. Não, não, não. Não mais piadas vulgares. Agora, é só erudição.